• Fone: (11) 3331-3612

Controle Patrimonial

No Contexto de Gestão patrimonial, é de grande relevância e importância o controle dos bens da empresa, garantido a veracidade de informações de seu patrimônio, perante a visão Contábil, Financeiro e de Investimentos e, em atendimento às legislações pertinentes.

No aspecto de gestão financeira, é indispensável para a correta contabilização dos valores de seu patrimônio, sempre atualizados, e monetariamente controlado.

Na Gestão de Investimentos, partindo-se do conceito de ativo, como um gerador potencial de benefícios futuros, o correto Controle Patrimonial diminui os intactos de perda desses benefícios, contribuindo para a eficácia da organização, na obtenção dos resultados presentes e futuros.

O controle patrimonial envolve a implantação de Normas e Procedimentos, revisão de toda a contabilidade relativa ao patrimônio, inventário e identificação de todos os bens. 

A FDC Consultoria analisa da situação dos ativos das organizações, realizando serviços técnicos especializados com foco nas Gestões expostas e sempre com base e diretrizes nas normas da ABNT, publicações do IBAPE, da CVM, e outras soluções baseadas na legislação vigente.

 

Resumo de nossas Atividades de Controle Patrimonial:

ETAPAS DE SERVIÇOS

  • Planejamento: Reunião entre o gerente de projeto da FDC e o cliente para a definição de pontos relevantes dos trabalhos a serem executados.
     
  • Análise Contábil: Verificação e análise do Cadastro do Imobilizado, conferência junto ao balance patrimonial. Identificação dos critérios e limites de imobilização; da classificação; da depreciação; do plano de contas, filiais e centros de custo dentre outro. 
     
  • Ressaltando os itens de maior relevância e importância através da curva ABC do imobilizado.
     
  • Inventário Físico: Vistoria dos ativos imobilizados com descrições, codificações completas e padronizadas, localização dentro da estrutura da empresa (filial, setor, centro de custo entre outros).
     
  • Chapeamento dos Bens: Fixação de plaquetas identificadoras com códigos de barras ou convencionais (numeradas sequencialmente), chips, tags especiais e outros.
     
  • As placas serão afixadas nos locais previamente definidos e padronizados para cada tipo de bem, conforme definido na reunião de planejamento.
     
  • Conciliação Físico x Contábil: Confronto da base contábil com o físico considerando-se inicialmente a numeração das etiquetas identificadoras já existentes. Posteriormente serão utilizados os critérios técnicos (marca / fabricante, modelo, série, capacidade, medida, TAG, ano de fabricação, cor, estado de conservação, fornecedor e outros) até o limite possível.


O resultado desta etapa será a apuração de 3 relatórios:

  1. Bens conciliados: bens relacionados na base contábil que foram identificados fisicamente;
     
  2. Sobras contábeis: bens relacionados na base contábil que não foram identificados fisicamente; 
     
  3. Sobras físicas: bens levantados fisicamente, mas que não constam da base contábil.


Ajuste Contábil apresentadas sugestões de como tratar as distorções decorrentes da conciliação, ou seja, as formas de ajustes e rateios das sobras físicas e contábeis de acordo com as normas técnicas e a legislação vigente.

Entrega de Relatórios e Laudos Durante todo o trabalho serão disponibilizados informações e relatórios demonstrando o andamento dos trabalhos, através de e-mail ou reuniões agendadas.

Após o término de todas as etapas anteriores, o Cadastro Contábil atualizado será entregue por meio magnético (CD) em formato XLS (Excel) seguindo todos os critérios, métodos e fundamentos legais.

Procedimentos de Controle Patrimonial Após a reorganização do ativo imobilizado são apresentados sugestões de normatizações a serem implantadas na empresa, abordando as rotinas nas aquisições, baixas, transferências e bens em manutenção, de terceiros e em uso por terceiros.